Linhas de ação

CARTA PÚBLICA: Vale de Ganância e Sangue! Vai Continuar?
Corpo:                 Cerca de 40 organizações, entre movimentos sociais, parlamentares, populações tradicionais e pastorais, como o Conselho Pastoral dos Pescadores, assinam a carta pública "Vale de Ganância e Sangue! Vai continuar?". A carta critica o crime cometido pela mineradora Vale, no mês de janeiro, em Brumadinho (MG) e cita a encíclica Laudato Si, lançada pelo Papa Francisco em 2015, que fala da Casa Comum e que... leia mais
Dom Carlos Alberto, o vice-presidente do CPP, se pronuncia criticamente sobre Brumadinho
Corpo: Em carta aberta, o bispo de Juazeiro (BA) e vice-presidente do CPP, Dom Carlos Alberto Pereira, se solidariza às vítimas de Mariana e Brumadinho e tece duras críticas ao que chama de ganância e avidez da Companhia Vale do Rio Doce. O bispo, que preside uma diocese banhada pelo Velho Chico, ainda demonstra apreensão pelos riscos reais de que o veneno chegue às águas do Rio São Francisco e pede que sejam tomadas as... leia mais
Pastorais realizam missão conjunta no rio Paraopeba, em Brumadinho (MG)
Corpo:                                   Agentes do Conselho Pastoral dos Pescadores (CPP) e da Comissão Pastoral da Terra (CPT) estão em missão conjunta, na cidade de Brumadinho (MG) para avaliarem a dimensão do impacto do  rompimento da barragem de rejeitos da mineradora Vale na região. Na ocasião, os agentes registraram o estado do rio Paraopeba contaminado pela lama da mineradora. Como o Paraopeba é afluente do rio... leia mais
Protesto pescadores Vale | Foto: Portal Diário do Aço
Por ordem da Justiça, linha férrea é desbloqueada em Baixo Guandu
Corpo: Por decisão da 1ª Vara Cível da Comarca de Baixo Guandu foi cumprida, na noite de terça-feira (15) a reintegração de posse da Estrada de Ferro Vitória-Minas. Pescadores, que foram impactados pela lama de rejeito de minério no Rio Doce, fecharam a linha férrea na segunda-feira (14). O comando do 8º Batalhão de Polícia Militar de Baixo Guandu confirmou que por volta de 19h30 um oficial de Justiça compareceu ao local e... leia mais
Comunidade tradicional de pescadores conquista direito de morar em praia na Paraíba
Corpo:                                               As cerca de 80 famílias da comunidade tradicional de pescadores da praia da Penha, localizada em João Pessoa, capital da Paraíba, conquistaram nesta semana o direito de permanecer no local em que habitam há, pelo menos, 40 anos. A regularização da área foi sacramentada por meio da Lei 11.231 publicada no Diário Oficial do Estado (DOE) da Paraíba na quarta-feira (12). A... leia mais