Linhas de ação

Direitos Sociais e Organização

Os pescadores/as artesanais durante muito tempo estiveram invisibilizados e alijados dos seus direitos sociais. A partir da Constituinte da Pesca, durante a década de 80, alguns direitos foram conquistados, como o da aposentadoria. Apesar dessa conquista e de outras posteriores, como o acesso ao Seguro-defeso, as ameaças de retirada dos direitos já conquistados são constantes. Por esse motivo, é necessário um processo contínuo de incidências políticas para a manutenção das garantias legais aos homens e mulheres das águas.

O CPP presta assessoria jurídica e política aos pescadores e pescadoras artesanais para dar continuidade à luta pelos direitos sociais.

Incidências políticas e formações são algumas das ações realizadas para alcançar esse objetivo.

Confira logo abaixo, algumas das notícias publicadas, relacionadas a essa temática!

 

Conteúdo relacionado

Protesto pescadores Vale | Foto: Portal Diário do Aço
A Estrada de Ferro Vitória-Minas estava bloqueada em Baixo Guandu (ES) desde segunda-feira (14)
Ocupação Planejamento

Mobilizações e incidências políticas do MPP, ANP e Confrem garantiram o resultado positivo da Ação Civil Pública impetrada pela DPU, que dá acesso ao seguro-defeso para os pescadores que tiverem os protocolos de solicitação do RGP 

 

Foto: João Zinclar

MPP defende a ampliação da rede para recadastramento, que na proposta da SEAP, será feito nas agências dos Correios.

 

Ocupação Ministério do Planejamento

Ocupação realizada pelo MPP e pela CONFREM no Ministério do Planejamento, em novembro, motivou a publicação da Portaria.

 

Ocupação Planejamento

No dia do Grito da Pesca Artesanal, os manifestantes protestam contra a desestruturação das políticas de pesca no país