Conflito socioambiental

Baía de Sepetiba

Localização

Baía de Sepetiba Rio de Janeiro
Rio de Janeiro
Município(s) atingido(s): 

Rio de Janeiro

Período: 
2006
População atingida: 

5.000 famílias

Agentes causadores: 
Companhia Siderúrgica do Atlântico (TKCSA), Odebrecht, COMPERJ, Petrobras, Milícias Parceria Público-Privada (PAC I e II), Off-shore
Tipo de Agentes causadores: 
Situação do conflito: 

Indústria Petrolífera e Naval; Exclusão de Áreas de Pesca Artesanal; Degradação Ambiental; Expulsão e Ameaças Contra Famílias; Empreendimentos Turísticos – com a chegada da empresa em 2006, a pesca foi duramente afetada. Houve aumento da circulação de navios cada vez maiores, dispersão de metais pesados, criação de áreas de exclusão de pesca, conivência dos órgãos ambientais e aumento da fiscalização  sobre a pesca artesanal.

Fonte: 

Relatório de Conflitos Socioambientais e Violações de Direitos Humanos em Comunidades Tradicionais Pesqueiras no Brasil. – Brasilia/DF. 2016. 104p. - ISBN 978-85-60917-56-3 | Conselho Pastoral dos Pescadores, Org.: Tomáz, Alzení de Freitas & Santos, Gilmar.

Acesse aqui!